“Todo álbum tem o potencial de ser nosso último”, diz Roger Glover, do Deep Purple
29/07/2020 14:57 em Música

O baixista do Deep Purple, Roger Glover, conversou com Meltdown da rádio WRIF de Detroit sobre o próximo álbum da banda, Whoosh!, que será lançado no dia 07 de agosto via earMUSIC. O sucessor de Infinite, de 2017, estava previsto para junho, mas precisou ser adiado devido à pandemia de coronavírus.

“Bem, na verdade ele foi gravado no ano passado então a Covid ainda não tinha aparecido, embora eu tenha que dizer que algumas das letras tenham uma conexão perturbadora”, disse Roger.

“Sim, Whoosh!, 21º álbum, 50 anos em produção. Todo álbum tem o potencial de ser nosso último álbum. Pensamos que o último álbum seria o último, mas fizemos outro. Então continuamos”, explicou o baixista. “Eu me lembro que Jon Lord [falecido tecladista da banda] certa vez descreveu o Deep Purple como um brinquedo atômico – e isso continua”.

Sobre o processo de criação de um disco, Glover explicou: “Nós não começamos um álbum com nenhum tipo de plano; isso apenas acontece, como a vida. Nós tocamos por cerca de oito, nove dias – algo assim – e criamos várias coisas e depois escolhemos o que queremos trabalhar. E a partir daí meio que evolui. Nós não escrevemos músicas, apenas deixamos que elas evoluam”.

Whoosh! foi novamente produzido por Bob Ezrin (KISS, Pink Floyd, Alice Cooper), que também trabalhou nos dois últimos álbuns de estúdio da banda, Infinite de 2017 e Now What?! de 2013.

Fonte: Rockbizz

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!