Paul Stanley: revela detalhes do álbum de estreia de sua banda de R&B
17/12/2020 18:17 em Música

Em recente entrevista para Kyle Meredith, Paul Stanley, confirmou que terminou de gravar o álbum de estreia do Soul Station. Stanley acrescentou que dois videoclipes também já terminaram de ser gravados.

Com cerca de dezessete integrantes, além de Paul Stanley o Soul Station conta com três violinistas, três trompistas, três cantores, dois pianistas, percussão, bateria e cantores de apoio.

No último dia 29 de maio, Paul Stanley compartilhou um vídeo do Soul Station gravado durante a quarentena, cantando a música Ooo Baby Baby!, cover de Smokey Robinson & The Miracles. Na ocasião, Stanley comentou: “Estes são tempos desafiadores. Muito antes de ouvir as grandes bandas britânicas, cresci ouvindo Philly Soul, Motown e muito mais. Tive a sorte de ver Otis Redding e Solomon Burke, entre outros. Essa música e sua narrativa deram-me força e esperança, mesmo em alguns dias difíceis. Os grandes clássicos daquela época são remédios mágicos para a maioria e me senti atraído por aquela época, por causa de uma feitiçaria que acho que todos poderíamos usar. Embora seja difícil se conectar fisicamente, alguns membros do Soul Station decidiram fazer uma conexão virtual e emocional em um ótimo clássico da Motown, para Ooo Baby Baby! de Smokey Robinson. Espero que gostem!”.

Em relação ao Kiss, a banda adiou as últimas três datas de sua turnê norte-americana devido à pandemia. Em entrevista à Rolling Stone, Stanley e seu velho parceiro, Gene Simmons, expressaram a importância do distanciamento social: “Esteja o mais seguro possível para seu bem e para o bem de todos ao seu redor. Este não é um momento para ser casual ou fazer julgamentos irrestritos. Há muito mais nisso do que simplesmente olhar para as porcentagens de recuperação ou mortalidade. Iremos superar isso”.

No próximo dia 31, a banda fará um show virtual de Réveillon chamado “Kiss 2020 Goodbye”, para encerrar com rock’n’roll e festa este tenebroso ano de 2020.

“Sinceramente, eu não estava interessado em fazer um stream no nível de Live at the Troubadour in L.A.”, disse Stanley, também à revista Rolling Stone. “Não que não sejam bons, mas não é Kiss. Ou fazemos isso direito ou não fazemos. Para nós, o tamanho importa”, brincou.

“Não precisamos reinventar a roda; nós a inventamos e ela funciona muito bem. Estamos apenas garantindo que (o evento) está em escala e tamanho que façam justiça não apenas à situação em que estamos, mas que faça com que as pessoas que assistem de casa se sintam parte dela”.

Fonte:- Shock Box (www.radioshockbox.com)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!